Venta muito por aqui. E o vento desalinha meu cabelo. O calor é muito forte, mas o inverno começa a chegar, e o clima fica mais ameno. Tudo é longe. Caminho longos trechos para ir à panificadora, ao banco, aos sebos do bairro, às bancas de jornal. Nestas caminhadas, no meio da solidão, imagens me perseguem, inclusive a sua. E fico tentando alinhar os cabelos, mas o vento desalinha meus pensamentos também. E deste torvelinho de saudades já não consigo me desenredar.

Anúncios